2015 BMW S 1000 XR

Moderadores: pedropcoelho, LTS, JoseMorgado, amandio, MHQC

JTorres
Membro Iniciante
Mensagens: 52
Registado: 23 abr 2008 10:05
Contacto:

Re: 2015 BMW S 1000 XR

Mensagem por JTorres » 08 set 2015 15:58

Zé Morgado, não entendeste bem :D

Vou dar mais uma achega, agora no capitulo "Gosto e Design"

Diz a minha pendura já há muitos anos : "Se o gosto e design fossem racionais, nunca serias "o escolhido"!" (Ainda não percebi bem, ao fim destes anos todos, se isto é um elogio ...... mas pronto!)

Logo, o gosto e design não são racionais, logo :

Mais uma vez :

Haverá melhor análise para a MTS :?:

Zé Torres

luiz silva
Membro Veterano
Mensagens: 2151
Registado: 22 abr 2014 19:10
Contacto:

Re: 2015 BMW S 1000 XR

Mensagem por luiz silva » 08 set 2015 22:17

O vídeo é ótimo!!

Já o "capítulo "Gosto e Design"" como descrito pelo JTorres ao José Morgado é simplesmente espectacular (pedindo licença aos dois para dar um aparte nos posts trocados entre ambos).

Abçs
Luiz

Avatar do Utilizador
JoseMorgado
Moderador
Mensagens: 6445
Registado: 23 jan 2008 21:41
Localização: Lisboa
Contacto:

Re: 2015 BMW S 1000 XR

Mensagem por JoseMorgado » 09 set 2015 10:06

Uma coisa é certa, nestas coisas de "Gostos" de motas, nada é racional....

Mais uma achega:

No final dos anos 70 e início dos anos 80, do século passado, os engenheiros da BMW, na sua grande racionalidade alemã, acharam que os motores boxer, refrigerados a ar e óleo, já não conseguiam cumprir com as exigências da época, quer ao nível de poluição e consumo de combustível, quer ao nível de rendimento.

Desenharam então o motor e a arquitectura de mota ideal, ou seja, os modelos "K".

Aproveitando a grande experiência dos automóveis, construíram um motor de alto rendimento, com 4 cilindros em linha, refrigerado a liquido, com duas árvores de cames à cabeça, injecção electrónica, ignição electrónica e taxa de compressão acima dos 10:1.

Não contentes com estas inovações, colocaram o motor deitado longitudinalmente no quadro para, baixar o centro de gravidade, por a cambota a rodar na mesma direcção do veio de transmissão e facilitar o acesso mecânico, do lado esquerdo, à cabeça do motor, válvulas, árvores de cames, velas, pistons, etc. e do lado direito, à cambota, bomba de óleo, etc.

Teoricamente, foi assim criada a mota ideal.

Apesar de todas estas inovações, e do grande salto dado em termos de rendimento, performance, consumo e poluição, os motores boxer continuaram a ser muito procurados pelos clientes BMW que, pela força das suas vendas, nunca foram abandonados, tendo sim, evoluído com grande sucesso, até aos dias de hoje, onde já vai na versão R1200LC.

O "Gosto" aqui, também mandou mais que a racionalidade.

Uma situação semelhante aconteceu com a Porsche.

Quando o conceito boxer, refrigerado a ar e óleo, com tudo colocado na traseira, motor, caixa, transmissão e tracção, dos 911, foi considerado ultrapassado, saíram os 928, 944 e 924, com motores evoluídos, colocados à frente.

No entanto, por pressão dos clientes, foi o 911, com motores boxer, que continuou a evoluir e a ser vendido, sempre com grande sucesso, até aos dias de hoje.
José Morgado
Sócio 237

R65 78
R100R 92
R1100RS 94
R1200RT 07
R90S 74
R80 G/S 83
R1250 RT 2022

Imagem

Responder

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante