PASSEIO À SERRA DA MALCATA 14 e 15 de Nobembro 2015

Os dois que saíram de Lisboa.

Depois de um encontro com o Manuel Batista, em Santo Estevão, fomos pelas estradas

nacionais do Alto Alentejo.

Quando entrámos na Beira Baixa, nas Portas de Rodão, vimos que estávamos

atrasados, por isso apanhámos a A23 em Sarnadas.

Assim, rapidamente chegámos ao Cerca Design House, em Donas, Fundão, onde o

resto do grupo nos esperava.

Depois de muitas voltas e voltinhas, chegámos à Barragem da Meimoa.

Aqui as motinhas a descansar.

A minha fiel companheira.

As GT's estavam bem representadas.

A viatura de apoio do Pedro Faria.

Mas ninguém lhe ligava nenhuma.

Estava tudo à volta do GPS do Zé Torres, que se cansou de falar e ficou mudo o resto

do passeio.

Seguimos para o Sabugal, onde almoçámos no "Robalo".

Depois de mais umas voltinhas, sempre às curvas, entrámos em Espanha.

Aqui, no meio de uma estrada espectacular, de bom piso e curvas deliciosas, parámos

num miradouro, onde se via, de um lado a povoação de Valverde del Fresno e do outro

a Serra da Malcata.

Depois de mais umas voltinhas bem inclinadas, para arredondar os pneus, chegámos a

Monfortinho, ao Hotel Fonte Santa.

Depois de um óptimo jantar, alguns tiveram de fazer um pequeno passeio a pé, até ao

Café Central, para ajudar a digestão.

De manhã, a saída para o Parque do Tejo Internacional.

Mais uma vez, as estradas bem sinuosas e as paisagens espectaculares, que deliciaram

toda a gente, levaram-nos até este local, muito perto de Espanha, onde se atravessa o

Rio Ponsul, afluente do Rio Tejo e onde os turistas apanham o barco, para navegarem,

ao longo da fronteira, até à barragem de Cedillho, em Alcântara, Espanha.

A mota do Cavaleiro.

Sempre pronta.

O carro do Pedro Faria, que já só tinha vapores de gasolina!!

A autonomia estava há muito negativa!!

Como já estávamos todos com vontade almoçar, lá fomos a acelerar, devagarinho, até

Vila Velha de Rodão e daí para o miradouro do Castelo do Rei Wamba e da Capela de

Nossa Senhora do Castelo.

A vista sobre o Rio Tejo é espectacular.

 

Aqui uma perspectiva diferente das Portas de Rodão.

Por fim, lá fomos almoçar à Foz do Cobrão, no restaurante Vale Mourão.

O almoço foi muito animado.

Este foi o Barbo que saltou para o meu prato.

Deu luta, mas consegui dar cabo dele.

No final, mais um passeio com vistas para o rio Ocreza.

E mais umas estradas às curvas.

E assim foi, mais um fim de semana espectacular, com paisagens, estradas e

gastronomia deliciosas.

Os excelentes percursos foram da responsabilidade do Eduardo David e Silva e do

Zé Torres.

Obrigado.